Amor-perfeito

(autor desconhecido)

Conta uma história, que um rei muito amável, cuidava muito bem do seu bosque, as árvores gostavam muito, muito mesmo deste rei. Mas ele começou a perceber que seu bosque não estava mais tão lindo como antigamente, e perguntou ao Grande Carvalho o que estava acontecendo que as suas folhas estavam tão secas, e o Grande Carvalho lhe disse: “Ò, meu rei, eu queria ser como o lindo pinheiro, para agradá-lo também no inverno”.

O rei chegou ao Pinheiro e observou que ele também estava feio, e fez a mesma pergunta. E o pinheiro respondeu: “Ó meu rei, para agradá-lo, eu gostaria de lhe dar uvas, como a parreira de uvas”. O rei chegou à Parreira de Uvas, que não estava mais dando uvas, e perguntou o que estava acontecendo. E ela também lhe disse: “Para agradá-lo eu gostaria de lhe dar rosas e não uvas”.

E o rei foi até à Roseira, que também continuou essa história… até que já desesperado, o rei percebeu uma flor pequenininha, mas muito linda, muito colorida, muito viva. O rei chegou àquela florzinha e disse: “O que fazes, florzinha, para ficar tão linda?”. E ela disse: “A única coisa que eu posso fazer, é ser o que sou pra agradar a você meu rei.“Quem é você?”, perguntou o rei. E a florzinha respondeu: “Eu sou o amor-perfeito”.