A Mulher e os Pássaros

(autor desconhecido)

“Conta-se que uma mulher foi reclamar com um mestre que nada dava certo em sua vida. Era um problema depois do outro, como ondas infinitas de coisas negativas. O mestre pediu a ela que fosse a uma praça linda, onde não tivesse ninguém e lá ficasse pensando sobre esses acontecimentos.

Ela achou uma praça linda, num dia lindo, e lá ficou a pensar. Na medida em que começou a pensar seus pensamentos negativos a inundaram, pássaros começaram uma gritaria enorme sobre sua cabeça. Ela se irritou a ponto de brigar com os pássaros.

Voltou furiosa ao mestre, e este lhe disse que tudo era energia. A velha história da pedrinha jogada ao lago… Pediu que voltasse à praça, fizesse tudo de novo e, logo que os pássaros gritassem, que ela pensasse em coisas boas, que ela pensasse em coisas boas que pudessem ajudá-la.

Ela fez o que o mestre pediu e, por incrível que pareça, os pássaros se calaram e tudo ficou em silêncio. O que será isso? Se pensamento negativo gera ondas, que tal modificá-lo?”.