Reflexões Contemporâneas Sobre a “Arte De Educar”

Por Psic. Daiana Ribas CRP 08|15586
 

O Século XX foi mesmo revolucionário e tirou muitas coisas dos seus lugares, tanto no contexto social, como nas famílias e nas escolas. A família nuclear (pai, mãe, filhos) cedeu espaço para novos modelos familiares como: recasamentos, casamentos homossexuais, pais e/ou mães solteiras, etc. Consequentemente as formas de educar também mudaram, onde antes víamos um […]

Atendimento de Grupo de Crianças que Apresentam Estresse Utilizando como Instrumento o “Jogo Dos Sentimentos”

Por Psic. Gabriela Fassina CRP 08|14396
 

Resumo da Monografia apresentada em 2012 ao Programa do Curso de Especialização em Psicologia Clínica: Terapia Comportamental e Cognitiva, da Faculdade Evangélica do Paraná, como parte dos requisitos para obtenção do título de Especialista em Psicologia Clínica: Terapia Comportamental e Cognitiva, sob a orientação da Professora: MS. Psic. Josiane de Fátima Farias Knaut. O estresse […]

Reflexões de uma Terapeuta Sobre o Suicídio em Jovens

Por Vera Regina Miranda
 

O que leva alguém jovem, no auge de sua vida, com tudo ainda para ser vivido a interromper este processo natural? A adolescência, fase de turbulências, de alterações físicas, hormonais e psicossociais se caracteriza por busca de romance, aventuras e risco.O suicídio às vezes é motivado por um romance intempestivo, por um amor não correspondido,mas, […]

Pais e Filhos: Um Relacionamento Entre Dois Mundos

Por Thays Araujo
 

Educar alguém significa ensinar alguém. Isso quer dizer, passar idéias, opiniões e conhecimentos, que variam de pessoa para pessoa. Porém, algumas vezes pais e filhos tem opiniões diferentes. Como compreender as exigências e insistências dos pais? Como educar crianças e jovens sem saber quais são suas idéias a respeito de situações e sentimentos? Os seus […]

Reflexões Sobre o Bullying

Por Vera Regina Miranda
 

O bullying é uma expressão que tem origem na palavra inglesa bully e significa valentão, brigão. Como verbo, quer dizer ameaçar, amedrontar, tiranizar, oprimir, intimidar, maltratar. O primeiro a relacionar a palavra ao fenômeno foi Dan Olweus, professor da Universidade da Noruega. Ao pesquisar as tendências suicidas entre adolescentes, Olweus descobriu que a maioria desses […]

Os Mitos Sobre a Hipnose

Por Thays Araujo
 

A Hipnoterapia (hipnose) é o nome dado à terapia focada na solução do problema e é baseada na utilização dos recursos que o próprio paciente tem. Neste tipo de terapia a hipnose é utilizada para possibilitar novas formas de pensar, permitindo mudanças nas atividades fisiológicas e psicológicas. O uso da hipnoterapia é feito para acelerar […]

Formas Assertivas de Expressar os Sentimentos

Por Thays Araujo
 

Assertividade é a habilidade para expressar idéias de forma objetiva, clara e consistente. É o comportamento interpessoal envolvendo a expressão honesta e relativamente direta dos pensamentos e sentimentos e é socialmente apropriado, levando em consideração os sentimentos e bem estar dos outros. Para ALBERT & EMMONS (1978) é o comportamento que torna a pessoa capaz […]

Estresse Ocupacional: a Saúde e o Estresse no Trabalho

Por Thays Araujo
 

No ambiente ocupacional o estresse tem sido uma realidade pesquisada visto que se estima que as empresas brasileiras gastam anualmente 12,5 bilhões de reais com despesas decorrentes de acidentes e doenças relacionadas ao trabalho (Pastore, 1999, citado pelo Ministério da Saúde do Brasil, 2001). Spielberger e Reheiser (1994, p. 199) afirmam que “o estresse no […]

Psicologia Clínica e a Pessoa do Terapeuta

Por Thays Araujo
 

“Nada lhe posso dar o que não exista em você mesmo. Não posso abrir-lhe outro mundo além daquele que há em sua própria alma. Nada lhe posso dar a não ser a oportunidade, o impulso, a chave. Eu ajudarei a tornar visível o seu próprio mundo.” (Herman Hesse) As psicoterapias surgiram desde a criação da […]

A Felicidade Nossa de Cada Dia

Por Thays Araujo
 

“Não é possível encontrar a felicidade, mas sim construí-la e exercitá-la”. Estudos mostram que felicidade não depende de bem-estar material, status social, estudo, beleza e saúde (mesmo pessoas com doenças crônicas conseguem se sentir felizes por existir). Então o que faz as pessoas felizes? Relações sociais: ter um companheiro(a), um círculo familiar e de amizades […]