Formas Assertivas de Expressar os Sentimentos

Por Thays Araujo
 

Assertividade é a habilidade para expressar idéias de forma objetiva, clara e consistente. É o comportamento interpessoal envolvendo a expressão honesta e relativamente direta dos pensamentos e sentimentos e é socialmente apropriado, levando em consideração os sentimentos e bem estar dos outros.

Para ALBERT & EMMONS (1978) é o comportamento que torna a pessoa capaz de agir em seus próprios interesses, a se afirmar sem ansiedade indevida, a expressar sentimentos sinceros sem constrangimento, ou a exercitar seus próprios direitos sem negar os alheios, é denominado de comportamento assertivo.

CABALLO (1996) afirma que o comportamento assertivo, ou socialmente habilidoso, é esse conjunto de comportamentos emitidos por um indivíduo em um contexto interpessoal que expressa os sentimentos, atitudes, desejos, opiniões ou direitos desse indivíduo, de um modo adequado à situação, respeitando esses comportamentos nos demais, e que geralmente resolve os problemas imediatos da situação enquanto minimiza a probabilidade de futuros problemas. O autor cita alguns itens a serem desenvolvidos:

a) o olhar – olhe diretamente para a outra pessoa com a qual você está falando.
b) a expressão facial – asserções eficazes requerem uma expressão que combine com a mensagem.
c) os gestos – quando apropriados dão uma ênfase especial à mensagem.
d) a postura corporal – reflete suas atitudes e sentimentos sobre si mesmo e sua relação com os outros.
e) a distância e o contato físico – o grau de proximidade expressa, de forma clara, a intimidade da relação. A forma como o contato físico ocorre pode demonstrar os receios, os estados emocionais e a abertura à intimidade.
f) o volume e a entonação da voz – pode indicar segurança e domínio. No entanto, pode gerar barreiras à comunicação quando é muito alto. As mudanças no volume são empregadas para enfatizar pontos; a entonação serve para comunicar sentimentos e emoções.
g) a fluência – perturbações excessivas da fala podem causar uma impressão de insegurança, ansiedade ou pouco interesse.
h) o conteúdo – escolher devidamente as palavras pode evidenciar segurança, assertividade e determinar uma interação harmoniosa.

Sendo assim os componentes da assertividade são cognitivos, sendo a capacidade de inferir acuradamente os sentimentos e pensamentos de alguém; afetivos, como tendência a experimentar sinais de simpatia e de compaixão pelos outros, além de preocupação genuína com o bem-estar da pessoa-alvo e comportamentais, ou seja, transmitir de forma verbal e não-verbal, um reconhecimento explícito dos sentimentos e da perspectiva da outra pessoa, de forma que ela se sinta realmente compreendida.

Portanto, formas assertivas de expressar os sentimentos, podem ser através da palavra e da expressão corporal, de forma convergente e integrada.

Referências:
ALBERTI, R. E; EMMONS, M. L. Comportamento assertivo: um guia de auto-expressão. Belo Horizonte: Interlivros, 1978.
CABALLO, V.E. Manual de técnicas de terapia e modificação do comportamento. São Paulo: Santos, 1996.